Contato

Parque da Quinta da Boa Vista S/N
São Cristóvão, RJ, 20940-040.

Fale Conosco

No dia 26 de julho é comemorado o  Dia Mundial de Proteção aos Manguezais. A data foi adotada pela Unesco na Conferência Geral de 2015 para aumentar a conscientização sobre os riscos de sua extinção. Mas o que você sabe sobre esse ecossistema?

O manguezal é um ecossistema costeiro que ocorre apenas em lugares com influência de marés e também de água salobra, que é uma mistura de água doce e salgada. Por isso são encontrados em regiões onde um rio deságua no mar, em lagoas e baías.

Foto: PontoBiologia

Berçário do mar

Os manguezais são raros e prolíficos na fronteira entre terra e mar. Contribuem para o bem-estar, segurança alimentar e proteção das comunidades costeiras em todo o mundo. Eles sustentam uma rica biodiversidade e fornecem um valioso habitat de berçário para peixes e crustáceos. Isso porque atuam como uma forma natural de defesa costeira contra tempestades, tsunamis, elevação do nível do mar e erosão. Seus solos são sumidouros altamente eficazes, sequestrando grandes quantidades de carbono.

No entanto, estão desaparecendo três a cinco vezes mais rápido do que as perdas globais de florestas, com sérios impactos ecológicos e socioeconômicos. As estimativas atuais indicam que a cobertura de mangue foi reduzida pela metade nos últimos 40 anos. Eles podem suportar alta salinidade, inundações de maré e baixos níveis de oxigênio.

Sua conservação é importante pois evita a erosão da costa, mitiga os efeitos das marés e tsunamis e reduz o carbono atmosférico.

Foto: Instituto Manguezais

Espécies do Manguezal que vivem no BioParque do Rio

Aqui no BioParque do Rio temos algumas espécies que fazem parte da fauna dos mangues. Isso porque anfíbios, répteis e mamíferos, como a lontra, utilizam o manguezal como refúgio, fonte de alimento e local para reprodução.

Foto: BioParque do Rio

No manguezal podemos encontrar moluscos, crustáceos, peixes, aves, jacarés e mamíferos. Animais como os caranguejos e as ostras vivem sempre por lá, enquanto que outros animais passam apenas uma fase da vida no mangue.

É o caso dos jacarés-de-papo-amarelo. Aqui no BioParque do Rio eles vivem na Vila dos Répteis, mas na natureza podem ser encontrados em águas salobras e salgadas, chegando a habitar mangues no litoral. Também já foram registrados em mangues de ilhas costeiras no sudeste do Brasil.

Foto: BioParque do Rio

E entre as aves, temos o Guará. Para eles, o manguezal é um ambiente importantíssimo e pode ser utilizado como local de reprodução, alimentação e descanso.

Foto: BioParque do Rio

Em julho, suas férias merecem diversão em dobro: visite o #BioParqueDoRio🦁 e o #AquaRio🦈 a partir de R$79,90. Garanta já o seu ingresso na compra online e evite filas e aglomerações!

📲 Garanta seus ingressos aqui

Share:

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.